Produtividade bovina: A importância de um confinamento adequado

A produção bovina no Brasil é extremamente potente, tanto que está classificado entre os melhores importadores do mundo. Essa conquista no ranking mundial está ligada a diversos fatores, porém destaca-se um dos processos que garante um melhor rendimento da produção, que é a excelência na produtividade do animal. 

Para manter um padrão de qualidade, os pecuaristas realizam constantes investimentos em técnicas inovadoras para melhorar o bem-estar do gado. Uma dessas estratégias é o confinamento bovino que assegura ao produtor economia, elevada qualidade ao produto e um ótimo retorno capital.

Sobre o confinamento

Apesar de não ser uma técnica recém descoberta, o modelo de confinamento já é usado a um bom tempo. No entanto, devido ao  fator tecnológico, é possível desenvolver uma estratégia moderna e super eficaz.

Como base, o confinamento é um procedimento de criação que é realizado em lotes de bovinos que são instalados em um espaço com dimensões determinadas. No ambiente onde se encontra o animal é oferecido  água e uma alimentação controlada e equilibrada  para garantir o melhor estado produtivo do animal.

Motivo 

De acordo com os dados divulgados pela Embrapa, no Brasil cerca de 95% da carne bovina é produzida em regime de pastagem. Porém, por conta das alterações climáticas, o confinamento tornou-se uma ferramenta frequentemente utilizada em períodos de seca. Durante essa época ocorre uma carência de forragem para o pastejo animal, por esse motivo o produtor utiliza essa técnica para impedir a quebra de  dieta bovina.

-Benefícios para Indústria Pecuária

  • Bem-estar animal.
  • Alta Produtividade.
  • Melhor opção de pastagem.
  • Opção mais viável por não exigir estruturas complexas.
  • Redução da idade e ciclo de abate.
  • Econômico.

Confinamento de qualidade

A estrutura de confinamento vai depender da infraestrutura de cada fazenda, da quantidade de cabeças de gado, e é claro o orçamento disponível para a montagem. 

Espaço 

A área que será alocado os animais é bastante importante. Em média o valor adequado do espaço é cerca de 12 metros por animal.

Cocho e bebedouro

Garanta que os animais estejam sempre bem alimentados e hidratados. O tipo de cocho para ser usado varia de acordo com a estrutura, podendo ser um cocho em "u" ou "j". 

Piso

Essa é uma das partes mais importantes do processo. O piso deve ser planejado com o intuito de evitar o acúmulo de lama. O mais adequado é aplicação de concreto, assim evita com que o animal pegue qualquer tipo de fungo nos cascos.

Cercado

Para evitar que o gado fuja ou se machuque, é recomendado fazer o cercamento com material resistente e neutros como por exemplo cordoalha remanga, ovalado liso ou cerca elétrica.

Após esses processos é alocado o gado para o confinamento. Vale lembrar que para que ocorra uma melhor adaptação do animal é necessário estar sempre acompanhando e analisando a saúde, o  bem estar e a produtividade do gado bovino. 

Para garantir uma nutrição balanceada e eficiente durante o confinamento do animal, é necessário suplementos de qualidade. Em nosso marketplace você encontra as melhores opções do mercado. Acesse o nosso site e confira!

com ❤ por